Concordância Verbal

Verbo (ação) e sujeito (aquele que a pratica) são SOLIDÁRIOS.

Isso significa que o verbo deve CONCORDAR com o sujeito quanto ao número (quantidade) e pessoa (eu, tu, ele ou ela; nós, vós, eles ou elas).

  

Exemplo:

=> Nas frases,  "EU ganhei muitos presentes." e "FIZ doce de leite hoje.", o sujeito é o mesmo (EU), e na segunda não está explícito (está subentendido).

Ninguém diria "EU GANHOU muitos presentes."
Por outro lado, se eu escrevesse "FIZEMOS doce de leite hoje.", significaria que não fiz sozinha, portanto entenderíamos como sujeito a pessoa "NÓS".
 

E se houver mais de um sujeito?

SE COMPOSTO:

1- O verbo irá para a primeira pessoa do plural (NÓS) se constar no núcleo do sujeito, um da 1ª pessoa.

Assim: Minha amiga e eu FIZEMOS uma grande compra no mercado.

2- O verbo irá para a segunda pessoa do plural (VÓS) se não houver um sujeito da primeira pessoa e houver um da segunda.

Assim: Tu e Marina ESTAIS bonitas nessa foto.

 3- O verbo irá para a terceira pessoa do plural (ELES OU ELAS), se os núcleos do sujeito forem da terceira pessoa.

Assim: Choravam a mãe e a filha. (Elas choravam).

***Interessante observar  que são evitadas as formas do sujeito composto que levam à segunda pessoa do plural (VÓS), pouco usado  pela tendência a substituir o tratamento "TU" por "VOCÊ", na maior parte do Brasil.

Assim: No lugar de dizer "Em que momento tu e ele (VÓS) PERCEBESTES a falha?", a maioria das pessoas diz: "Em que momento tu e ele perceberam a falha?, com o verbo conjugado como se fosse na terceira pessoa, resultando na construção mais usada => "Em que momento você e ele perceberam a falha?"

Créditos => Menu

 

Pesquisando, aprendendo e compartilhando.

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
..................................