Amor que me integra
 


 

 
 

 
 
 

 
 

 
 
 
 
 
 
 
 
Graças a um atento visitante, que se tornou um novo amigo, agora com a canção correta.
Obrigada Oscar :)
 
(Eu não conseguira a canção "A tromba do elefante" de Anísio Olivero, fundo musical do filme.
Tinha colocado uma canção em que Francisco Petronio homenageia nosso esquecido Mazzaropi.)
 
"Neste filme Mazzaropi vive Isidoro Colepícula, um humilde motorista proprietário de um caminhão caindo aos pedaços chamado Anastácio. Isidoro é contratado para levar uma mudança de São Paulo até Santos e parte com a caçamba lotadinha! Acompanhado por seu cachorro "Coroné" ele apronta todas as confusões possíveis envolvendo funcionários públicos, policiais, motoristas, uma troupe de circo e quem mais aparecer no caminho. Sai da Frente que lá vem ele!!"
fonte:
O filme é uma comédia "non sense".
Bêbados que trocam a garrafa de leite que está na porta da casa de Isidoro (Mazzaropi) por uma garrafa de wisky, a "viagem" de Mazzaropi até seu destino passando pelo Viaduto do Chá e o Parque Dom Pedro II, dentre outros, até o momento em que amarra seu caminhão em outro para pegar "carona".
As trapalhadas  vão do modo desleixado de colocar os móveis sobre o caminhão, o desaparecimento deste, até o envolvimento com os burocratas, polícia e políticos.
Depois da entrega da mudança, ainda se vê às voltas com um bode, sofre um "conto do vigário", e o pessoal de um circo, sobretudo a Dalila...
 
Só vendo!
 
O filme foi lançado em 25/06/1952, no cine Marabá e circuito 12 salas, São Paulo/Capital.
 
 
 
 
Pesquisa, montagem e formatação_reginaLU
 
Fontes:
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

..............
.................