Perdas_reginaLU

Olhar deitado sobre o horizonte,
lábios cerrados como amendoim,
pele amarela feito papel velho,
nariz inútil, nem olfato tem.

E se respira somente agradece,
o ar concedido até que se vá.
nem ouve mais, apenas escuta,
nem arrepia, sem amor está.

Espera apenas e nem sabe o quê!

Lua bonita cadê seu encanto,
por que agora de mim se escondeu,
quem sabe ao vê-la sinto novamente,
a esperança que em mim morreu!

março/2008

reginaLU
Publicado no Recanto das Letras em 22/09/2008
Código do texto: T1190281

    
 
imagens e midi obtidas em grupos de troca
montagem e formatação_reginaLU